sexta-feira, 28 de março de 2008

29 de março: 462 anos de História Parabéns Salvador





A historia de Salvado é a historia do Brasil






A cidade de salvador foi fundada em 29 de marco de 1549 com o nome de São salvador da Baía de Todos os Santos. No entanto, desde o inicio da colonização, em 1501, a região já havia sido descoberta pelos portugueses. Por sua localização, clima, entre outras características tornou-se um ponto estratégico para Portugal e foi capital do Brasil até 1763. Hoje Salvador é um de nossos principais pólos turísticos e é berço das mais ricas manifestações da cultura afro-brasileira.




Parabéns Salvador


Fonte de pesquisa: Texto extraido de Cartão Telefonico Telemar, Imagens extraidas do portal Oficial de Turismo da Cidade de Salvador <http://www.emtursa.ba.gov.br/template.asp?Nivel=00010009&IdEntidade=3527> acesso em 28 de março de 2008

quarta-feira, 26 de março de 2008

Por que as teclas do teclado não estão em ordem alfabética

A distribuição das teclas nos teclados já despertou a dúvida de muita gente: Por que as letras não estão em ordem alfabética? Qual o critério utilizado?

Na verdade, a ordem das letras no teclado é apenas uma cópia do padrão da máquina de escrever, criada e patenteada pelo inventor americano Christopher Scholes. Com o intuito de organizar as teclas aproximando os pares de letras mais usados na língua inglesa, Scholes aperfeiçoou a idéia de James Densmore, seu parceiro comercial, e criou o teclado QWERTY, nome dado devido à disposição das primeiras seis teclas.

A partir daí, o padrão desenvolvido pelo americano se tornou bastante popular em todo o mundo, tendo sido incorporado na grande maioria dos teclados de computadores. No Brasil, cerca de 99% dos teclados estão no padrão QWERTY. Ao longo do tempo, outras configurações também foram criadas, como o padrão Dvorak, criado por August Dvorak e William Dealey em 1936, porém nenhum outro se tornou tão popular como o padrão desenvolvido por Scholes

segunda-feira, 24 de março de 2008

Recomendação para suprir as necessidades diárias de cálcio ( com copos de leite )

1 a 10 anos: 3 copos de leite
11 a 14 anos: 4 copos de leite
15 a 24 anos: 5 copos de leite
25 a 50 anos: 4 copos de leite
+ de 50 anos: 6 copos de leite.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Mulheres


Nós somos a maioria da populaçao, contudo temos pouca representaçoes no governo. Nossos Homens lesgilam nossos direitos sobre a nossa escolha de como lidar com nossso sistema reprodutivo. Ganhamos 40% a menos que eles entao temos menos para a aposentadoria. Nao é de espantar que de cada 10 idosos pobres 3 sejam mulheres. Só o cancer de mama tira mais vidas que a AIDS. Mais o dinheiro para as pesquisas de AIDS é o dobro. As mulheres são responsaveis por 90% dos cuidados infantis, os homens são respondaveis por 90% dos crimes sexuais.

Deus não é mulher!

segunda-feira, 10 de março de 2008

Origem do nome: Brasil.



As raízes etimológicas do termo "Brasil" são de difícil reconstrução. O filólogo Adelino José da Silva Azevedo postulou que se trata de uma palavra de procedência celta, mas advertiu também que as origens mais remotas do termo poderiam ser encontradas na língua dos antigos fenícios.

Na época colonial, cronistas da importância de João de Barros, Frei Vicente do Salvador e Pero de Magalhães Gandavo apresentaram explicações concordantes acerca origem do nome "Brasil". De acordo com eles, o nome "Brasil" deriva de "pau-brasil", a designação de um tipo de madeira empregada na tinturaria de tecidos. Na época dos descobrimentos, era comum aos exploradores guardar cuidadosamente o segredo de tudo quanto achavam ou conquistavam, a fim de explorá-lo vantajosamente, mas não tardou em se espalhar na Europa que haviam descoberto uma certa "ilha Brasil" no meio do atlântico, de onde extraiam o pau-brasil.

O gentílico "brasileiro" surgiu no século XVI, referindo-se inicialmente apenas aos que comercializavam pau-brasil. Passou depois a ser usado informal e costumeiramente para identificar os nascidos na colônia e diferenciá-los dos vindos de Portugal; entretanto foi só em 1824, na primeira constituição brasileira, que o gentílico "brasileiro" passou legalmente a designar as pessoas naturais do Brasil. Há ainda a possibilidade do uso do gentílico brasiliano para designar os naturais da República Federativa do Brasil.

Antes de ficar com a designação atual "Brasil" as novas terras descobertas foram designadas de: Monte Pascoal (quando os portugueses avistaram terras pela primeira vez), Terra dos Papagaios (primeiros contatos, designação mais popular), Ilha de Vera Cruz, Terras de Santa Cruz, Nova Lusitânia, Cabrália etc.

Em 1967, com a primeira Constituição da ditadura militar, o Brasil passou a chamar-se República Federativa do Brasil, nome que a Constituição de 1988 conserva até hoje. Antes, na época do império, era Império do Brasil e depois com a proclamação da República: Estados Unidos do Brasil.

Fonte de Pesquisa: Wikipédia <http://pt.wikipedia.org/wiki/Brasil> acesso em 06 de Março de 2006, Imagem extraida de <http://www.brasil.gov.br/pais/>, acesso em 10 de Março de 2008

quinta-feira, 6 de março de 2008

A vinda de D. João e da Família Real Portuguesa para o Brasil - 200 Anos da Chegada da Família Real


Com a vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil, D. João mudou inteiramente o Brasil. Para onde quer que se olhe, atualmente, é difícil que não se veja um gesto fundador seu.Ao voltar para a Europa, deixou um país muito melhor do que aquele que chegara treze anos antes, e com a estrutura montada de um Estado, pronto para torna-se independente.Com todo beneficio e autonomia trazido ao Brasil com a vinda da Família real pode-se dizer que este vento marcou o inicio do processo de emancipação politica do Brasil.Abaixo segue uma lista de instituições criadas por D. João e que existem até os dias atuais:

 
  • Abertura dos Portos ás nações amigas ( aqui inicia-se o comercio exterior no Brasil);
  • Banco do Brasil;
  • Faculdade de medicina da Bahia ( primeira instituição de ensino superior no Brasil);
  • Academia medico cirúrgica do Rio de Janeiro ( hoje faculdade de medicina da UFRJ);
  • Brigada Real da marinha de Portugal ( hoje Corpo de fuzileiros Navais);
  • 1º Regimento de Cavaleira de guarda ( hoje Dragões da Independência);
  • Intendência Geral de Policia da Corte e do Estado do Brasil ( hoje Policia Civil);
  • Casa de Suplicação do Brasil ( hoje Supremo Tribunal Federal);
  • Conselho Supremo Militar e de Justiça ( hoje Justiça Militar da União);
  • Horto Real ( hoje Jardim Botânico do Rio de Janeiro);
  • Impressão Regia ( hoje imprensa Nacional);
  • Regulamento Provisional da Administração Geral dos Correios da Coroa ( hoje Empresa de Correios e Telégrafos);
  • Museu Real ( hoje Museu nacional) e
  • Real Biblioteca ( hoje Biblioteca Nacional)
 
Fontes de Pesquisa:Informativo Filatélico Especial 200 Anos, Revista 200 Anos, Informativo Filatélico-Janeiro de 2008. Imagem: Chegada da Família Real à Bahia. Pintura da Cândido Portinari,1952, Associação comercial da Bahia. Extraído de <http://www.acbahia.com.br/pinacoteca.asp> acesso em 06 de Março de 2008.

segunda-feira, 3 de março de 2008

A Carta Régia de 28 de Janeiro de 1808 - Abertura dos Portos Brasileiros ao Comércio Exterior

Carta do príncipe regente d. João ao conde da Ponte, governador da capitania da Bahia, João de Saldanha da Gama Melo Torres Guedes Brito, na qual ordena a abertura dos portos do Brasil a todas as mercadorias transportadas por navios de seus vassalos e de estrangeiros de nações amigas. Foi estabelecido o pagamento de direitos por entrada de 24%, com exceção dos vinhos, aguardentes e azeites doces, que deveriam pagar o dobro dos "direitos" até então pagos, além de liberar, aos mesmos navios, a exportação de mercadorias coloniais, a exceção do pau-brasil e outros produtos estancados, para todos os portos que lhes aprouver.
 
 
 
 
 
Carta Régia de 28 de Janeiro de 1808  

 

"Conde da Ponte do meu Conselho, governador e capitão general da capitania da Bahia, amigo Eu o Príncipe Regente vos envio muito saudar, como aquele que amo. Atendendo a representação que fizestes subir a minha real presença sobre se achar interrompido, e suspenso o comércio desta capitania com grave prejuízo dos meus vassalos, e da minha Real Fazenda, em razão das críticas, e públicas circunstâncias da Europa, e querendo dar sobre este importante objeto alguma providência pronta, e capaz de melhorar o progresso de tais danos, sou servido ordenar interina, e provisoriamente enquanto não consolido um sistema geral que efetivamente regule semelhantes matérias o seguinte = primeiro, que sejam admissíveis nas Alfândegas do Brasil todos e quaisquer gêneros, fazendas, e mercadorias transportadas, ou em navios estrangeiros das potências que se conservam em paz e harmonia com a minha Real Coroa, ou em navios dos meus vassalos pagando por entrada vinte e quatro por cento a saber vinte de direitos grossos e quatro de donativo já estabelecido, regulando-se a cobrança destes direitos pelas pautas, ou aforamento por que até o presente se regulam cada uma das ditas Alfândegas, ficando os vinhos, águas ardentes, e azeites doces, que se denominam molhados, pagando o dobro dos direitos que até agora nelas satisfaziam = Segundo: Que não só os meus vassalos, mas também os sobreditos estrangeiros possam exportar para os portos que bem lhes parecer a benefício do comércio, e agricultura, que tanto desejo promover todos, e quaisquer gêneros, e produções coloniais, à exceção do pau-brasil, ou outros notoriamente estancados, pagando por saída os mesmos direitos já estabelecidos nas respectivas capitanias, ficando entretanto como em suspenso, e sem vigor todas as leis, cartas régias, ou outras ordens que até aqui proibiam neste Estado do Brasil o recíproco comércio, e navegação entre os meus vassalos, e estrangeiros. O que tudo assim fareis executar com o zelo, e atividade que de vós espero Escrita na Bahia aos vinte e oito de janeiro de mil oitocentos e oito = Príncipe = Cumpra-se, e registre-se, e passem-se as ordens necessárias. Bahia vinte e nove de janeiro de mil oitocentos e oito = Conde da Ponte = O secretário Francisco Elesbão Pires de Carvalho e Albuquerque = Cumpra-se e registre-se = Doutor Lobo.

"Escrita na Bahia, aos 28 de janeiro de 1808. Príncipe."