Ibernação contra a mídia cultural do dia dos namorados

Ola,
Amanhã  é o tão temido dia dos namorados, temido para quem não tem namorado(a).
A midia fica massificando de que só podemos ser feliz ao lado de outra pessoa... o pior que eu acho que a midia tem a razão.
Como eu estou solteirissimo, irei passar o dia dos namorados com alguns amigos e amig as que estão na mesma situação que eu, iremos nos reunir, ver filmes romanticos, comer pipoca e sorvete, melhor estar com os amigos e amigas do que só.
Eu encontrei uma campanha muito interessante no FaceBook, espero que gostem.
 
***
 
Horário de início:
sexta, 11 de junho de 2010 às 23:30
Horário de término:
sábado, 12 de junho de 2010 às 02:30
Localização:
bem na sua casa. O importante é não ligar a TV e nem o rádio! ;-)

Descrição

Francamente, eu sou uma pessoa super bem resolvida em relação a muitas coisas por um lado.
Por outro lado, sou uma pessoa super romântica por natureza.
O que acontece num dia 12 de junho em que estou sem namorado?
CONFLITOOOOOO! A máquina pira! rs

Sei - sabemos - que a data do dia dos namorados é apenas uma data comercial pra vender. Que em outros países é comemorada em outro dia, inclusive, em função apenas dos fluxoscomerciais.
Sabemos de tudo isso!
Mas sei também que é uma delícia ganhar coisinhas bonitinhas feitas/preparadas ou mesmo compradas por uma pessoinha que ficou um tempo pensando no quê de mais especial poderia fazer pra te agradar exatamente nesta data. Isso é tão bonitinho.
E, bem, a mídia faz de tudo pra que a sociedade inteira conspire e se prepare pra este acontecimento. Um pouco menos que o Natal, mas quase tanto quanto.
Um dos episódios mais bizarros que aconteceram comigo foi um dia dos namorados em que TUDO estava planejadinho de uma forma bem bonitinha: presente feito, horários cronometrados, hora no restaurante japones marcadinha. Tudo ok.
Perdemos a hora do restaurante e fomos de local em local até parar na seguinte situação: Irish Pub - comendo aquela tábua de guloseimas gordurosas - bebendo erdinger - jogando tapão!
Suuuuper romântico, né?
Meu namorado de então quis me convencer de que isso era companheirismo. Na época eu não achei nada engraçado, mas tentei curtir... rs.. Hoje eu acho HILÁRIO!

Então, eu, que sou consciente, mas sou membro da sociedade, acabo me sentindo - quando não estou namorando - um ET.
Portanto, vou ibernar 24:30 horas até o dia dos namorados passar e eu não me sentir mais esmagada pelo rolo compressor midiático!
Preparandooooooooo! rs
 
 
Fonte : FaceBook

Comentários