segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A filha que criou o dia dos pais

Foi por iniciativa de Sonora Louise Smart Dodd que surgiu o "dia dos pais". O pai dela, William Smart, fora veterano da sangrenta Guerra Civil Americana (1861-1865). Smart perdeu a esposa quando ela dava à luz o sexto filho do casal. Criou todos eles sozinho, numa fazenda, com o suor de seu trabalho.

O primeiro dia dos pais foi comemorado em 19 de junho de 1910, numa cidadezinha no estado de Washington. Com o passar dos anos, a festa se espalhou por diversas regiões americanas, mantendo a tradição de utilizar rosas na celebração: brancas para os pais já falecidos e vermelhas para os vivos.

Em 1972, os Estados Unidos oficializaram o terceiro domingo de junho como Dia dos Pais. Junho, aliás, é o mês em que mais nações festejam o dia dos pais: Canadá (dia 17), Grécia (dia 21). No Paraguai a comemoração acontece no segundo domingo de junho. Já na Argentina e Reino Unido a comemoração acontece no terceiro domingo de junho.

No Brasil, o Dia dos Pais foi comemorado pela primeira vez em 14 de agosto de 1953, por iniciativa do publicitário Sylvio Bhering. A escolha do segundo domingo de agosto como data oficial dos festejos – compartilhada pela África do Sul, por exemplo – atendeu à motivação comercial. Ainda que seja bastante comum, o hábito de presentear os pais não ocorre em todos os países. Na Alemanha, por exemplo, pais e filhos costumam fazer piqueniques para celebrar a data.


Fonte: http://novotempo.com/amiltonmenezes/2011/08/14/a-filha-que-criou-o-dia-dos-pais/

Nenhum comentário: