quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Esperança para a família


Esperança para a famíliaMarcela não pôde conter as lágrimas. Parecia não existir explicação para o fato de que seu casamento se transformara em cinzas. Mãe de três filhos, profissional bem-sucedida, respeitada entre seus colegas e vizinhos, ela sempre acreditou que as diferenças com seu esposo não passavam de algumas palavras ásperas e descontentamentos passageiros. De repente, seu mundo veio abaixo. Carlos, o esposo, achava que precisava de tempo para "pensar". Um de seus filhos passou a andar com maus companheiros e os outros não iam bem no colégio. Por causa desses problemas, ele decidiu abandonar o lar. "Como cheguei a esta situação?" ele perguntava.

As relações familiares, atualmente, estão sob fortes pressões e conflitos. Essa crise que afeta os pais repercute e se amplia nos filhos, que estão sob fogo cruzado. A violência infantil, o uso de drogas e a rebeldia dos adolescentes são algumas das conseqüências. Quando as relações familiares entram em crise, todo o indivíduo é afetado. Torna-se difícil agir racionalmente. Os sentimentos se descontrolam, causando angústia, medo, ira e depressão. Talvez as cenas descritas acima não lhe sejam estranhas e retratem parte da dor que você está sofrendo.    

A família é o único espaço que pode nos dar segurança. Quando, porém, essas relações fracassam, o resultado é dor, sofrimento e tristeza. As feridas abertas na família podem sangrar por toda a vida.

Em meio a um panorama tão escuro e desalentador, como é possível encontrar a chave da felicidade na família? Existe esperança para as crises familiares?
Angustiada, Marcela atendeu ao conselho de uma amiga e buscou força e auxílio em Deus. Começou a freqüentar uma igreja próxima de sua casa e pediu ao esposo que lhe perdoasse. Ele voltou para casa e logo toda a família passou a ir à igreja. "Deus salvou minha família e me transformou. Agora, até o relacionamento com meus filhos mudou", disse Marcela.

A Bíblia menciona que Deus não somente Se preocupa com cada pessoa individualmente, mas também com nossa vida familiar. Por isso, na criação, Ele estabeleceu duas instituições importantes: a família (Gênesis 2:23, 24) e o sábado como dia de repouso (Gênesis 2:1-3). A família é o núcleo básico da sociedade, o o lugar em que devemos nos sentir amados e felizes. O sábado é o dia em que os membros da família devem estar juntos para adorar e honrar o Criador (Isaías 58: 13,14). Deus conhece muito bem aquilo de que necessitamos para sermos felizes. "Eu sou o Senhor, o seu Deus, que lhe ensina o que é melhor para você, que o dirige no caminho em que você deve ir" (Isaías 48:17). Apesar de nossos erros, Ele nos ama continuamente, desejando sempre o melhor para nossa família. "Eu [o] amei com amor eterno; com amor leal [o] atraí" (Jeremias 31:3).

Deus jamais Se afasta de nós. Devemos buscá-Lo com todas as nossas forças. "Vocês Me procurarão e Me acharão quando Me procurarem de todo o coração", afirma o Senhor (Jeremias 29:13).   

Depois de um estudo realizado com milhares de casais, os pesquisadores descobriram que os casamentos em que os cônjuges oram a Deus e dedicam tempo para ler a Bíblia juntos, têm 90 a 95% de possibilidade de sobreviver.

Entretanto, a maior esperança para você e sua família se encontra no breve retorno de Jesus a este mundo e na Nova Terra que Ele prometeu, onde "estaremos com o Senhor para sempre" (1 Tessalonicenses 4:17). Ali será realizada a grande reunião da família de Deus, e todos os seus membros viverão para sempre em completa harmonia.

Marcos Blanco

Avalie sua família
1. Como está a comunicação entre os membros de minha família?
2. Eu e meu cônjuge nos entendemos quanto à educação de nossos filhos?
3. Quais são nossos pontos fortes?
4. Em que aspectos precisamos melhorar?
5. Sabemos perdoar um ao outro?

 
 
 
Fonte de pesquisa: Extraido do Portal Viva com Esperança, disponivel em <http://www.esperanca.com.br/>, acesso em 02 de Setembro de 2008



Nenhum comentário: