segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Nascem as escolas de samba

Aff!!!
Parece-me que o Brasil parou por causa do carnaval.
Até as horas parecem andar mais devagar.
A unica coisa que tem bom desempenho desta epoca do ano são as escolas de samba.





***
Há diferentes versões sobre o surgimento das escolas de samba, manifestação típica dos morros cariocas. Originadas no carnaval de rua, apresentavam no início, na década de 1920, constituição bem parecida à dos ranchos, cordões e blocos. O samba era o ritmo que diferenciava as escolas dos demais grupos populares, que celebravam ao som de músicas folclóricas, como o maxixe, e do batuque dos Zé Pereiras – que nunca constituiu um ritmo próprio. Uma das versões da história é que as escolas tenham ganhado importância devido a um forte estímulo do governo de Getúlio Vargas, que buscava incentivar manifestações de afirmação dos elementos de identidade nacional. Assim, as escolas de samba teriam começado a atrair a atenção da sociedade para, anos depois, tornar-se expressão musical do país.
Com o tempo, a apresentação das escolas de samba alcançou tamanha projeção que passou a constituir uma importante atração turística no município do Rio de Janeiro, fornecendo um modelo de manifestação para outras cidades do Brasil e do mundo.

Por um lado, os desfiles das escolas de samba foram responsáveis por projetar o carnaval brasileiro no cenário internacional. Por outro, começaram a ser vistos de maneira crítica: espetáculos elitizados e encampados pela lógica do mercado. Talvez por isso tenha ocorrido nos últimos anos uma revitalização dos carnavais de rua nos grandes centros urbanos (especificamente no Rio de Janeiro e em São Paulo, onde estiveram em segundo plano por muito tempo).


Fonte de pesquisa: Extraido do Portal Revista Nova Escola, disponivel em http://revistaescola.abril.com.br/online/reportagem/escolas-de-samba-422770.shtml, acesso em 19 de Fevereiro de 2009

Nenhum comentário: