Medicamentos Genéricos







O que são medicamentos genéricos?




São medicamentos que contêm o mesmo princípio ativo, a mesma dosagem e forma farmacêutica, concentração e comportamento no organismo humano que seus respectivos medicamentos de referência. São comercializados somente com o nome do princípio ativo e apresentam-se no mercado como uma opção ao consumidor quanto aos preços.




O que é o princípio ativo?




É a principal substância química existente na fórmula do medicamento, responsável pelo seu efeito terapêutico. Por exemplo, o princípio ativo da Aspirina é o ácido acetilsalicílico.




O que são medicamentos de referência?




São aqueles cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente pelos laboratórios que os desenvolveram e registraram sua fórmula junto ao Ministério da Saúde. São medicamentos que compõem uma lista elaborada pela ANVISA, comercializados há bastante tempo no mercado e que se utilizam, em sua embalagem, de um nome comercial ou de uma marca conhecida eregistrada.




O que são medicamentos similares?




São aqueles que utilizam o mesmo princípio ativo dos de referência, apresentam a mesma concentração sem, no entanto, garantirem igual comportamento no organismo humano, por não terem passado por testes da laboratório. Atualmente, não podem ser mais comercializados com o nome do princípio ativo, devendo apresentar um nome fantasia.. Somente o médico pode autorizar a troca do medicamento de referência pelo similar.




Como identificar os medicamentos existentes no mercado brasileiro?




A diferença está na embalagem. O medicamento genérico contém, em sua embalagem externa, logo abaixo do princípio ativo que o identifica, a frase "Medicamento Genérico – Lei 9.787/99". Além disto, de acordo com a Resolução nº 47, de 28/03/2001, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, os medicamentos genéricos devem apresentar, para facilitar a sua distinção dos demais, uma letra "G" e as palavras "Medicamento Genérico" em cor azul e colocadas sobre uma tarja amarela.




Os medicamentos genéricos fazem o mesmo efeito que os de referência?




Por serem medicamentos idênticos aos de referência, apresentam a mesma eficácia clínica, a mesma segurança e o mesmo comportamento em nosso organismo.




Quem garante os genéricos?




Somente após terem sido testados e aprovados por laboratórios habilitados junto à ANVISA, órgão do Ministério da Saúde, é que estes medicamentos recebem o registro de "genéricos" e podem ser comercializados com esta identificação.




Existe vantagem em se comprar medicamentos genéricos?




Por serem produzidos por diversos laboratórios os medicamentos genéricos são, em geral, mais baratos. Mas lembre-se: um mesmo "genérico", pode apresentar preços diferentes. Portanto, pesquise!







Atenção:




· Durante a consulta, solicite que seu médico prescreva, além do medicamento de referência, outras alternativas, como, por exemplo, o medicamento genérico correspondente.




· A prescrição do medicamento genérico somente é obrigatória nos atendimentos públicos (SUS).




· Se o seu médico não optar pelo genérico, deverá escrever esta observação na receita, de próprio punho, e de forma clara e legível.




· Caso ele não faça restrições à troca do medicamento de referência pelo genérico, saiba que, na farmácia, somente o farmacêutico responsável poderá fazer a substituição de um pelo outro. O balconista jamais poderá fazer a troca.




· A lista atualizada de genéricos aprovados pela ANVISA deve estar sempre à sua disposição nos balcões das farmácias.







Fonte de pesquida: extraido do Portal do Envelhecimento<http://www.portaldoenvelhecimento.net/utilidade/utilidade11.htm>, Acesso em 24 de Abril de 2008


Comentários