sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Chipre por Dentro


Segundo a mitologia grega, Chipre é o lugar em que nasceu Afrodite, a deusa do amor. Na realidade, Chipre, nação insular do este mediterrâneo, tem sido de tudo um pouco, menos o lugar do amor, pois foi disputada por milhares de anos. Chipre foi conquistada e governada pelos impérios sírio, egípcio, persa, romano e britânico.

Hoje, Chipre é um destino turístico popular, em especial para os europeus do norte que buscam praias quentes e tempo seco. A ilha filiou-se à União Europeia (UE), em 2004 e, desde 1º de janeiro de 2008, o euro é sua moeda oficial. Chipre possui forte economia, acima da média na União Europeia. Além do turismo, sua economia depende dos produtos agrícolas, como uvas, frutas cítricas, vegetais e produtos cárneos.

Após ser colônia por gerações, Chipre independeu-se do Reino Unido em 1960. Três anos mais tarde, as tensões entre a maioria cipriota grega e a minoria cipriota turca causaram a eclosão de uma breve guerra civil. Os pacificadores das Nações Unidas chegaram em 1964 e tentaram reduzir as ondas de violência a um mínimo. Foi criada uma zona desmilitarizada, conhecida como linha verde, dividindo o norte, habitado principalmente por cipriotas turcos, do sul, onde a maioria dos cipriotas gregos vivem

Nenhum comentário: