Cleópatra era nariguda, queixuda e negra

Em seu livro "Cleópatra, a última rainha do egito, a antropóloga britânica Joyce Tyldesley, uma antropóloga britânica, fala dos resultados de sua pesquisa que desmentem a maior parte dos mitos em torno da figura da dirigente egípcia.

Segundo Tyldesley, Cleópatra tinha queixo proeminente, nariz ganchudo, jamais foi desenrolada num tapete para se apresentar ante Julio César e nem se suicidou picada por uma serpente.

Dois mil anos depois, "Cleópatra: a última rainha de Egito", revela que a mítica figura feminina poderia, ademais, ter até sido negra.

  - "Todos os que pensam em Cleopátra logo imaginam a estonteante Elizabeth Taylor, mas a verdade é que não sabemos realmente como foi ela", explicou a pesquisadora. E agregou:   - "Há registros onde dizem que ela tinha nariz pontiagudo e queixo bem grande. Ademais, é muito provável que tenha sido negra, já que sua ascendência materna viria do norte da África e a paterna da Macedônia. E os banhos de leite, não acredito que tenham existido um dia, foi somente história vendida pelo cinema."

De fato, sua hipótese é que os romanos criaram a versão de sua legendária beleza, para mostrar que a rainha tinha sido uma mulher imoral e astuta que usou da sedução para destruir os imperadores Marco Antonio e Julio César. Inclusive, os historiadores suspeitam que a filha do imperador Ptolomeu XI, considerada uma deusa por seus súditos, recorria a atributos masculinos para afirmar sua autoridade, porque assim aparece retratada em algumas esculturas e estatuetas da época.

Comentários

Mariana Borges disse…
Sempre achei que Cleopatra nunca foi desta beleza toda,e sempre desconfiei que ela teria sido negra.Já muitos artigos que falam sobre ela,e que afirmam,que ela não era bonita assim como o cinema diz.Sou facinada pela historia do antigo egito...