quinta-feira, 19 de março de 2009

Esperanto: a língua internacional



Ola!
Isto é o que muita gente deve estar se perguntando. Não é raro encontrar uma pessoa que jamais tenha ouvido falar da língua internacional Esperanto, e por isso não acredite que alguma coisa assim possa existir e realmente funcionar! Eu já havia ouvido falar dessa lingua porem não via utilidade em domina-la, porém hoje eu fui em uma biblioteca e havia um livro que falava das vantagens de se aprender o Esperanto, a que mais me interessou foi a de que para que você possa viajar é necessário que se conheça diversas línguas, e para isso será preciso dinheiro e tempo. Com o Esperanto podemos conhecer um pouco de cada lingua e em um curto período de tempo.



***



Publicado em 1887 por um jovem oftalmologista polonês, L. L. Zamenhof, o Esperanto não foi criado para substituir as demais línguas do mundo. Pelo contrário! O uso de uma língua que não dá privilégios a este ou aquele grupo de países só vem valorizar a importância das línguas nacionais na expressão de suas culturas. E é por isso, claro, que o Esperanto é internacional. Se fosse propriedade de alguém, de algum lugar, de alguma corrente ideológica, perderia sua principal característica, que o torna independente e aceito em qualquer lugar: a neutralidade. O nome original do Esperanto, dado pelo seu criador, é "Lingvo Internacia", que melhor se traduz por "língua para ser internacional".


O Esperanto não é uma língua morta pois nele se produzem diariamente correspondência, viagens, intercâmbios, literatura original e traduzida, música, negócios, encontros (e casamentos...)? Também não deve ser considerada "artificial", pois esse é um termo incorreto na classificação de uma língua. O Esperanto é planejado e estruturado para a função que tem. A Unesco já reconheceu publicamente o Esperanto por duas vezes e recomenda aos seus estados membros o ensino generalizado do Idioma.

O Esperanto é gramaticalmente regular e com relativa facilidade de aprendizado. Foi comprovado cientificamente que aprendê-lo auxilia no aprendizado de outros idiomas. O Esperanto é um idioma útil do ponto de vista técnico e científico. É uma língua precisa e flexível, tem vocabulário simples e, ao mesmo tempo, versátil para criação e adaptação de infinitos vocábulos novos, sem dialetização.

É impossível encontrar um número exato. Alguém pode dizer quantas pessoas no Brasil sabem falar espanhol?
A estimativa mais aceita é que o Esperanto, com 3 milhões de falantes em mais de cem países, encontra-se no grupo das 120 línguas mais faladas (das 3.000 existentes).


Charge do jornal francês "La Nouvelle République du Centre-Ouest" (09-01.2001) com o texto:
Educação - A Criança Bilíngüe
- Vamos te colocar numa escola onde vão te ensinar inglês, alemão, espanhol e italiano...
- Eu não podia aprender esperanto? Seria mais simples...

Nenhum comentário: